A montanha é o meu pódio

Enquanto engulo o coração que, literalmente, sai pela boca após 1.300 m de subida interminável, escuto: “isso aqui é o meu pódio”. Olho para o lado e me deparo com o Eric Rocha, um corredor para lá de animado que durante todo o trajeto do primeiro dia do Desafio das Serras veio brincando e incentivando os corredores enquanto subia a montanha como se estivesse caminhando no plano. Ele contempla extasiado o lindo visual da Pedra Partida. Céu azul, nuvens abaixo das montanhas verdinhas. Simplesmente maravilhoso.

Como era de se esperar, a quinta edição do Desafio das Serras disputada ontem na cidade de São Francisco Xavier, na Serra da Mantiqueira, teve um percurso lindo, extremamente técnico e veloz. Reunindo mais de 400 corredores de seis países, ele exigiu não apenas habilidade, mas também muito fôlego de quem disputou as distâncias de 40 Km e de 80 Km. Alguns atletas que permaneceram na montanha por mais tempo ganharam o tempero adicional de uma chuva de granizo ……

Mas, voltemos ao Eric. Em uma única frase ele sintetizou com brilhantismo o que eu passei os últimos cinco anos tentando explicar: o que me faz treinar com tanta dedicação para enfrentar montanhas diversas pelo mundo? O simples prazer de chegar ao ponto mais alto, curtir o visual e agradecer aos deuses o imenso privilégio de poder estar lá. Simples assim. Acredito que isso vale para todos os trail runners amadores que disputam provas e mais provas sem ganhar um troféu ou outro tipo de premiação que não seja o puro prazer da conquista daquela montanha.

Para mim, o grande barato do Desafio das Serras é divisão do percurso em duas etapas e o pernoite no acampamento. Arrumar suas coisas na barraca, dividir a mesa com outros atletas – conhecidos e desconhecidos – fazer novos amigos, rever amigos antigos, enfrentar a fila do banho e do bandejão, compartilhar o calor da fogueira, tomar banho de cachoeira, sobreviver às inúmeras dores. Tudo é divertido.

Se você correu pela primeira vez o Desafio assim que conseguir voltar a caminhar e a descer escadas novamente vai se programar para marcar presença na edição 2017. Pode apostar comigo. E se você ainda não participou não sabe o que está perdendo.

No ano que vem estarei lá novamente. Mais bem treinada, mais preparada e pronta para conquistar o meu pódio: a montanha.

 

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Copyright © 2016 Montanha Minha Praia - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio