Botucatu 40◦ C para Ultra Trail Run Brasil Ride

Superada a demorada recuperação de uma canelite e de uma fratura no metatarso, sábado (9) foi dia de calçar os meus tênis de trilha para a Ultra Trail Run Brasil Ride Botucatu.

Considerada a maior prova do trail run nacional em número de participantes – foram mais de 1.300 corredores de 16 Estados e 4 países – a Ultra Trail Run Brasil Ride foi disputada em quatro opções de distância (5 km, 16 km, 32 km e 70 km), sob fortíssimo calor na belíssima região da Cuesta, principal cartão postal da cidade. Foi também a última chance do ano para quem desejava somar 4 preciosos pontos para a Ultra Trail du Mont Blanc (UTMB).

Prova que tem Rafael Campos como diretor técnico é sinônimo de perrengue e quem se inscreveu para a distância de 5 km esperando um percurso mamão com açúcar dançou. Teve sofrimento em diferentes níveis para todos os participantes.

Quem disputou os 16 Km, como eu, largou às 15h00 com sol a pino, um calor de 33◦ C, mas sensação térmica de 40◦ C. Com cerca de 640 m de ascensão positiva, o percurso foi dominado por estradas de terra e single tracks. Bem sinalizada, a prova exigiu força física nas subidas íngremes. Quem teve pernas – e fôlego – pode aproveitar os 4 kms finais de descida para ganhar uns minutinhos no relógio.

Para mim, apesar do sofrimento físico imposto principalmente pelo calor, a Ultra Trail Run Brasil Ride foi uma tremenda injeção de autoestima. Com pouco volume de treinos e sem chance de trocar a distância, tive que confiar na minha força mental para cruzar viva linha chegada. E foi na companhia da amiga Patricia Andrade que eu a encontrei. Juntas, curtimos cada passada, cada paisagem. Curtimos tanto que nem sentimos o tempo passar.

Outra surpresa reservada pela prova foi encontrar ao vivo e em cores a Christiane Pauloni Brito, leitora do meu blog, há cerca de 400 metros da linha de chegada. Sorridentes (pasmem) comentamos sobre o calor e sobre a alegria de estarmos quase chegando. Ela, felicíssima, por completar os 70 Km! Não nos conhecíamos pessoalmente. Vimos nossos nomes impressos no bib number e nos reconhecemos. Quis o destino que eu tivesse o privilégio de abraçá-la com muito carinho na linha de chegada. Parabéns novamente, Chris, você foi muito bruta!

E muito obrigada, Paty: sem você não teria cruzado a linha de chegada. Você foi monstra e mesmo machucada provou ter uma raça de fazer inveja a muita gente.

Confira aqui o resultado completo da Ultra Trail Run Brasil Ride.

5 respostas para “Botucatu 40◦ C para Ultra Trail Run Brasil Ride”

  1. christiane pauloni disse:

    Foi o máximo Karen. Obrigada pelo abraço e retornou numa prova show.
    Adorei te conhecer.Beijos e até a próxima.

  2. Rafael Campos disse:

    Parabéns Karen por superar-se mais uma vez. A cada superação, evolução, crescimento….Bom te ver com o sorriso estampado no rosto após cruzar a linha de chegada

  3. Malu disse:

    Bunny da Montanha, acompanho sua determinação e teimosia . Como sempre, você adora um desafio! Você me dá forças, filhota!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code

Copyright © 2016 Montanha Minha Praia - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio