O desafio de correr à noite na montanha

No último sábado, me juntei à equipe do atleta profissional e treinador Marcelo Sinoca para um treino muito diferente: à noite e na montanha. O local escolhido não poderia ser mais bacana: Sabaúna, distrito de Mogi das Cruzes, cidade próxima à capital paulista.

Partimos em grupo às 18h40 morro acima após o briefing técnico. O percurso, totalmente marcado com fitas reflexivas, tinha 8 Km e incluía diversas subidas e descidas, single tracks, trechos em estrada de terra e uma travessia curta na água.  Praticamente uma simulação de uma prova de trail. Nada mal.

Em total silêncio começamos a subir o primeiro trecho aproveitando para adaptar a nossa visão à head lamp. Estranho, mas com a visão bastante limitada pela escuridão e pelo alcance da head lamp seus outros sentidos parecem ficar mais aguçados. A audição capta qualquer som. Os odores parecem mais intensos. Seu sexto sentido aflora.

Os trechos de single track foram particularmente desafiadores. Não apenas pela necessidade de um mapeamento muito rápido, mas com visão restrita, antes de cada passada, mas pelos diversos buracos que são praticamente impossíveis de serem identificados antes que você já seja vítima deles. Resumindo: é preciso ficar extremamente atento para evitar uma torção e correr elevando bastante os pés. O tempo todo.

Também não é nada fácil descer em terreno irregular apenas com a luz da head lamp. Manter a atenção totalmente concentrada na trilha para não escorregar é fundamental. Basta um segundo de vacilo  para carimbar o bumbum. Outro desafio é se concentrar para não perder a marcação das fitas reflexivas. Basta um descuido e você estará fora do percurso e totalmente perdido.

“Correr à noite é sempre mais desafiador, pois seu mundo se resume à quantidade de lumens de sua head lamp. Por isso, recomendo nunca estrear em uma prova noturna sem realizar um treino test drive para checar seus reflexos, todo o equipamento necessário e, dependendo da distância da prova, até o seu sono”, alerta Marcelo Sinoca.

  • Se você está se preparando para uma prova noturna ou quer incluir um treino assim em sua planilha, confira algumas dicas do treinador:
  • Acompanhe a previsão do tempo no local da prova
  • Analise e estude a altimetria com atenção
  • Cheque previamente sua head lamp e leve sempre baterias ou pilhas adicionais
  • Nunca olhe apenas para a região próxima aos seus pés. Corra com a cabeça elevada e mapeie o terreno à sua frente
  • Invista em uma head lamp com boa potência e autonomia. Elas valem cada centavo.

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Copyright © 2016 Montanha Minha Praia - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio