Um farol na escuridão

Definir um calendário de provas para o ano é fundamental para mim. Me motiva a treinar, me ajuda a ter foco e objetivo.  Acho que funciona assim para todo o mundo.

Este ano tenho procurado escolher provas novas ou diferentes, seja pela localização, pela organização ou pelo horário da largada. Estou com um budget apertado, pois meu foco principal em 2015 é melhorar o meu desempenho na montanha. Assim, reservei uma parte maior do orçamento para investir em clínicas de trail running.

O mês de março acabou passando em branco. Nenhuma prova, até porque estou sofrendo horrores para encaixar um bom ritmo nos meus treinos após o Cruce.  Ressaca, bode, cansaço. Não sei o motivo. E se você não treina bem não há sentido em se inscrever em uma prova para concluir o percurso sofrendo. Pelo menos é o que eu acho.

Depois de bisbilhotar diversos websites, separei, para maio, um desafio diferente: uma prova noturna. A única vez que corri com head lamp foi na Short Mission Brasil, no ano passado, e por um período curto de aproximadamente 20 minutos. Fazer uma prova inteira nessas condições me pareceu bem interessante e desafiador.

Não sei que mudanças precisarei fazer para me adaptar a correr à noite em terreno irregular. Uma das minhas ideias é rodar algumas semanas pela volta da grade do Ibirapuera com a minha head lamp. Veremos no que essa nova maluquice vai dar.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Copyright © 2016 Montanha Minha Praia - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio